FIV Babble

Casal transgênero britânico faz história ao acolher gêmeos após anos de sofrimento

Um casal transgênero do Reino Unido deu as boas-vindas à chegada de seus preciosos gêmeos após anos de gestações fracassadas - fazendo história ao mesmo tempo

Adrienne e Michael Elson-Steven são os primeiros casal transgênero ter gêmeos e poder fazer tratamento, tudo graças a um legado de fertilização in vitro de uma amiga querida.

Michael, antes conhecido como Lindsey, e Adrienne, colocaram seus planos de transferência em espera para realizar seu sonho de se tornarem pais.

O par havia experimentado anos de abuso como casal transgênero, mas o nascimento das meninas, Christin e Mavis, fez com que toda a dor e agonia valessem a pena, eles disseram ao Espelho conectados.

Adrienne, uma manobra de trem, disse: “Nunca acreditei que elas estariam aqui - então, quando olho para essas meninas agora, minhas lágrimas caem. Tenho muito amor por eles e por Michael. ”

Michael disse que foram nove meses difíceis para carregar os bebês como um homem transexual.

Ele disse: “Ser homem e ter uma gravidez de nove meses realmente me testou.

“Mas no meu coração, engravidar era minha prioridade, e usar meu corpo como um recipiente para criar esses dois pequenos milagres era apenas um meio para um fim.”

O casal se conheceu em um grupo de apoio trans, chamado Butterfly Club em Belfast.

Eles se envolveram em 2012 e receberam uma bênção da igreja em 2014.

O casal disse ter discutido a transição completa, mas não antes de terem um bebê.

Eles tiveram uma rodada de fertilização in vitro com o NHS, mas falhou e, em seguida, seu amigo, Christopher morreu em 2017, deixando-lhes o legado de ter o filho que tanto desejavam.

Eles tiveram várias outras rodadas de tratamento de fertilidade, mas sem sucesso, então a dupla decidiu ir para o exterior, a um custo de £ 15,000.

Desta vez eles tiveram dois embriões saudáveis transferida, mas Michael tinha certeza de que o procedimento falhou e secretamente fez um teste de gravidez.

Ele disse que não podia acreditar em seus olhos quando deu positivo.

Ele disse: “Achamos que devia estar errado. Fiz outro teste e deu positivo também. Adrienne gritou. Foi emocionante. ”

E imagine a surpresa deles quando eles foram para o exame de 12 semanas e o ultrassonografista traçou dois pequenos batimentos cardíacos - gêmeos

Michael teve enjoos matinais muito fortes e teve que ser tratado no hospital.

Adrienne disse: “Levei uma muda de roupa e produtos de higiene para ele e a equipa da recepção olhou para mim como se eu estivesse louca. Eu caí na gargalhada. ”

Mas Michael disse que a equipe era fantástica e o casal ficou tocado por sua ternura.

Os gêmeos nasceram de uma cesariana em 4 de novembro e a vida do casal foi preenchida com 20 trocas de fraldas por dia e mamadas sem fim.

Mas eles não mudariam isso por nada no mundo.

“Tivemos muitos momentos de desafios. Fomos abusados ​​como pessoas trans, mas podemos enfrentar tudo juntos. A nossa é apenas uma história de amor. ”

 

 

 

IVFbabble

Adicionar comentário